sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Fenando Savater (escritor e filósofo espanhol)

Ninguém ama o eterno. Amamos o que podemos perder.

Nenhum comentário: